Comitês em Ação

Ação da Cidadania recebe o Nobel da Paz Muhammad Yunus

Yunus falou com dois mil jovens sobre negócios sociais

O Rio de Janeiro recebeu pela primeira vez, no Centro Cultural Ação da Cidadania, o Nobel da Paz Mohammad Yunus. O economista, laureado em 2006, tem dedicado toda a sua vida ao que hoje chamamos de empreendedorismo social. Foi um visionário ao apostar, nos anos 70, na concessão de microcrédito e no empreendedorismo para reduzir a miséria no Bangladesh, país onde nasceu e vive até hoje. O projeto foi chamado de Grameen Bank e, em 1983, tornou-se um banco oficial para fornecer empréstimos aos pobres, principalmente mulheres na zona rural. Hoje o Grameen Bank tem mais de 8,4 milhões de mutuários, 97% dos quais são mulheres, e desembolsa mais de 1,5 bilhões de dólares por ano. A ideia se espalhou por quase todos os países do mundo, incluindo países desenvolvidos e industrializados. Yunus atualmente se dedica a outros negócios sociais, como uma companhia que vende painéis de energia solar de baixo custo, uma escola de enfermagem e um hospital oftalmológico, dentre tantos outros (fonte).

Daniel de Souza, da Ação da Cidadania, presenteou Yunus com um exemplar do livro Ação da Cidadania 20 Anos, que conta a história da instituição.

Dois mil jovens estiverm presentes e puderam fazer peguntas sobre Negócios Sociais. O evento, com patrocínio do Sebrae, contou com apoio da Ação da Cidadania, Porto Maravilha, Prefeitura do Rio e Rede Cidadã.

Notícia publicada em 06.05.2015