Comitês em Ação

Alunos da escola estadual e moradores de Rodilândia fazem reunião

Um abaixo assinado solicitando creche está sendo organizado

No dia 30 de setembro foi realizado mais um encontro mensal da Assembleia Comunitária de Rodilândia no comitê Sarepta, Nova Iguaçu. A coordenadora do comitê, Eulina Cardoso, recebeu moradores e alunos do Colégio Estadual São Judas Tadeu para tratar do tema "violências que sofremos e praticamos". Foram abordados os vários tipos de violência como psicológica, sexual, moral, econômica, religiosa e física.

Segundo o pensador latino americano, Silo, violência é toda forma de controle, submissão, manipulação, discriminação, humilhação ou exploração de um ser humano em mãos de outro. Em resumo, a violência é uma grande fonte de dor e sofrimento. Os alunos relataram diversas formas de violência que acontecem dentro da escola e os moradores discutiram o papel da família para contribuir com a mudança dessa situação, que muitas vezes leva professores ao estresse e a outras doenças. 

Uma das mães colocou como dificuldade que o filho em casa tem um comportamento e na escola e na rua tem outro. Vimos que as relações entre pais e filhos precisam ser aprofundadas e que as mães precisam ganhar o coração de seus filhos, a confiança, o respeito e a amizade. Mais do que objetos de consumo, eles precisam de atenção e diálogo constante e verdadeiro.

Na segunda parte da reunião foi discutida a necessidade de uma creche na região e se comprometeram a iniciar uma coleta de assinaturas solicitando que a prefeitura construa uma unidade na comunidade com base no artigo 7º, inciso XXV, da Constituição da República de 1988:

Art. 7º São direitos dos trabalhadores urbanos e rurais, além de outros que visem à melhoria de sua condição social: (...) XXV - assistência gratuita aos filhos e dependentes desde o nascimento até 5 (cinco) anos de idade em creches e pré-escolas.  O Poder Público - quando se abstém de cumprir, total ou parcialmente, o dever de implementar políticas públicas definidas no próprio texto constitucional - transgride, com esse comportamento negativo, a própria integridade da Lei Fundamental. (Jurisprudência: Creche e Pré-escola - Direito à Educação - Ministério Público Paraná)

Notícia publicada em 01.11.2015